Noticias | Agenda | Contactos
Brasao Freguesia Aveiras de Baixo

Titulo

Pagina Inicial > Freguesia > Patrimonio

Patrimonio

   A arquitectura e natureza desta bela freguesia são de enorme importância, pelo que passamos a revelar um pouco da sua história, arte e patrimonio paisagistico. Do seu património fazem parte a Capela Casais da Lagoa, ou a Capela das Virtudes, mas o especial destaque vai para:

Igreja do Mosteiro de Santa Maria Das Virtudes
da
Ordem de São Francisco

convento

   A imagem de Santa Maria, colocada numa ermida, era constantemente visitada pelos mais devotos, conhecedores dos seus feitos milagrosos. O príncipe D. Duarte, antes da conquista de Ceuta, em 1415, alterou o nome da Santa, para Santa Maria das Virtudes, e fez a promessa de edificar o mosteiro da Ordem de São Francisco, caso a batalha fosse bem sucedida. Em 1434, D. Duarte retirou a ermida da dependência do Prior de Aveiras, e, com a autorização do papa Martinho V, doou a imagem à Ordem de São Francisco.
   Aparecia, deste modo, o mosteiro de Santa Maria das Virtudes, que foi muito importante até ao século XVII. Outrora frequentado por reis e muito bem conceituado, o mosteiro, em 1640, encontrava-se em mau estado de conservação, mas o abandono dá-se em 1834, com a extinção das ordens religiosas em Portugal.

   A arquitectura deste templo apresenta três estilos diferentes, em épocas diferentes. Quando foi fundado, possuía um estilo gótico tardio, com apenas uma nave, baixa e larga, com uma abside rectangular (parede que a fechava, junto ao altar-mor). Apresentava um portal ogival de arcos simples e dois delgados capitéis (parte superior da coluna) com decoração alusiva ao vegetalismo. Durante o reinado de D. Manuel I, a igreja sofreu remodelações, tendo-lhe sido acrescentado, por exemplo, uma sala, com abóbada nervurada e fechos de decoração manuelina (Cruz de Cristo e faces em perfil) e pia baptismal.
   Mais tarde, no século XVII, sofreu alterações notáveis, devido aos sismos. Nessa altura, é a arte barroca que predomina, como por exemplo, o púlpito, os nichos do cruzeiro e os painéis de azulejos das paredes laterais da capela-mor e as pinturas do arranque da abóbada. Actualmente, deste enorme santuário resta, apenas, a Igreja.

Palácio dos Condes de Aveiras
ou
Solar dos Condes de Povolide

   O Palácio dos Condes de Aveiras é, também, conhecido como Solar dos Condes de Povolide ou Quinta da Cerca. A sua construção data do século XVIII e XIX, revelando uma planta em torno do pátio rectangular, com edifícios rectangulares, como capela, adega e construções habitacionais, que apresentam uma estrutura paralelipipeda. A sua arquitectura é residencial, predominando os estilos barroco, pombalino e oitocentista.
   Da sua história sabe-se que no século XVII foi edificado como residência apalaçada dos Condes de Aveiras, e que apresentavam o pároco para a freguesia. No século seguinte, houve uma ampliação e transformação do edifício, que se mantém, quase igual, até hoje. No século XIX, devido às lutas liberais, o conde de Aveiras sai de Lisboa e fixa a sua residência em Aveiras, juntamente com a família. Em 1949, o 12º conde, D. Nuno Paulo da Silva Telo de Noronha, faleceu no palácio, deixando a sua propriedade, a nível da agricultura, muito desenvolvida a ponto de ser designada de Quinta da Cerca.

Mata Nacional das Virtudes

   Esta mata possui uma área de duzentos e trinta e cinco hectares de terreno arenoso, onde D. Dinis mandou plantar pinheiros, em 1296. O acesso ao local é fácil, e permite aos apreciadores da natureza, desfrutar da beleza da sua flora ou dar longos passeios pedestres.


Copyright © 2014 Junta de Freguesia de Aveiras de Baixo | Todos os direitos reservados | design : José Ramos